FECHAR
FECHAR
12 de julho de 2013
Voltar
Matéria de Capa - Construction Expo 2013

Um congresso para entrar para a história

Com uma pauta ampla e abrangente, contemplando os mais diversos interesses da cadeia da construção, o Construction Congresso, realizado paralelamente à grande feira, foi um sucesso de público, com mais de 2 mil participantes. Mais do que apenas auditórios cheios, o que se viu, na maior parte das palestras, foi uma grande participação dos presentes, em discussões com um elevado nível técnico e de questionamento. Foram 29 seminários, sobre os mais variados temas, e um curso técnico, com oito horas de duração, sobre o tema Pré-fabricados de Concreto – Uma Abordagem Completa da Fábrica aos Canteiros de Obras, promovido pela Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (ABCIC).

Os seminários foram estruturados de forma a levantar discussões sobre a utilização de variada gama de materiais na construção, tecnologias, métodos construtivos e modelos de gestão, entre outros aspectos, como forma de assegurar redução de custos, de tempo de execução das obras, de otimizar recursos e aumentar produtividade, e ao mesmo tempo reduzindo a geração de resíduos e os impactos ambientais.

Foi o caso dos seminários Sustentabilidade do Aço na Construção Civil, promovido pelo Instituto Aço Brasil (IAB); Aplicação do Alumínio na Arquitetura Contemporânea, organizado pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal); Desempenho e Segurança das Estruturas de Concreto”, apresentado pelo Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon); Estruturas de Aço - Viabilidade Econômica da Concepção ao Pós Uso, proferido por representantes do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA); e Desempenho e Confiabilidade das Estacas Pré-fabricadas de Concreto como Solução de Fundações Profundas, organizado pela Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (ABCIC). Também atraíram muitos interessados os seminários O Brasil na Rota Mundial das Estruturas Metálicas Monumentais e Inovadoras, estruturado pela Associação Brasileira da Construção Metálica (Abcem); Análise do Ciclo de Vida de Produtos – Blocos e Telhas Cerâmicas, apresentado pela Associação Nacional da Indústria de Cerâmica (Anicer); Galvanização por Imersão a Quente – Aumentando a Vida Útil do Aço e Reduzindo os Custos de Manutenção, organizado pelo Instituto de Metais Não Ferrosos (ICZ),

Sobre habitação de caráter social, dois seminários se destacavam na pauta do congresso: Política Habitacional do Estado de São Paulo, p


Com uma pauta ampla e abrangente, contemplando os mais diversos interesses da cadeia da construção, o Construction Congresso, realizado paralelamente à grande feira, foi um sucesso de público, com mais de 2 mil participantes. Mais do que apenas auditórios cheios, o que se viu, na maior parte das palestras, foi uma grande participação dos presentes, em discussões com um elevado nível técnico e de questionamento. Foram 29 seminários, sobre os mais variados temas, e um curso técnico, com oito horas de duração, sobre o tema Pré-fabricados de Concreto – Uma Abordagem Completa da Fábrica aos Canteiros de Obras, promovido pela Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (ABCIC).

Os seminários foram estruturados de forma a levantar discussões sobre a utilização de variada gama de materiais na construção, tecnologias, métodos construtivos e modelos de gestão, entre outros aspectos, como forma de assegurar redução de custos, de tempo de execução das obras, de otimizar recursos e aumentar produtividade, e ao mesmo tempo reduzindo a geração de resíduos e os impactos ambientais.

Foi o caso dos seminários Sustentabilidade do Aço na Construção Civil, promovido pelo Instituto Aço Brasil (IAB); Aplicação do Alumínio na Arquitetura Contemporânea, organizado pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal); Desempenho e Segurança das Estruturas de Concreto”, apresentado pelo Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon); Estruturas de Aço - Viabilidade Econômica da Concepção ao Pós Uso, proferido por representantes do Centro Brasileiro da Construção em Aço (CBCA); e Desempenho e Confiabilidade das Estacas Pré-fabricadas de Concreto como Solução de Fundações Profundas, organizado pela Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (ABCIC). Também atraíram muitos interessados os seminários O Brasil na Rota Mundial das Estruturas Metálicas Monumentais e Inovadoras, estruturado pela Associação Brasileira da Construção Metálica (Abcem); Análise do Ciclo de Vida de Produtos – Blocos e Telhas Cerâmicas, apresentado pela Associação Nacional da Indústria de Cerâmica (Anicer); Galvanização por Imersão a Quente – Aumentando a Vida Útil do Aço e Reduzindo os Custos de Manutenção, organizado pelo Instituto de Metais Não Ferrosos (ICZ),

Sobre habitação de caráter social, dois seminários se destacavam na pauta do congresso: Política Habitacional do Estado de São Paulo, promovido pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU); e Implementação do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H) no Programa Minha Casa, Minha Vida, pelo Ministério das Cidades.

Não ficaram de fora as questões ligadas à construção da infraestrutura de logística, fundamental para assegurar a continuidade de crescimento do País, tais como: Perspectivas do País no Setor Ferroviário, apresentada pela Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer); e Grandes Investimentos em Infraestrutura no Agronegócio; pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag).

As cidades cresceram, assim como a demanda por infraestrutura voltadas para a mobilidade urbana e demais serviços públicos. Para discutir o papel da cadeia da construção na ampliação e construção de novos sistemas de transporte, e na melhoria da qualidade de vida nas grandes cidades, o congresso contou com temas como Mobilidade sobre Trilhos – Projetos e Obras, proposto pela Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPTrilhos); e Revitalização da Área Portuária do Rio de Janeiro, apresentado pelo Consórcio Porto Rio.

Outro assunto que mobilizou boa parte dos participantes do congresso foi a construção e manutenção de obras de arte. Representantes de construtoras, estudantes de engenharia, professores e profissionais da indústria fornecedora de equipamentos e soluções para a construção pesada participaram ativamente do seminário Metodologia Construtiva de Pontes Estaiadas, organizado pela Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (Abece); Métodos Construtivos de Túneis: Tunnel Boring Machine (TBM) e New Austrian Tunnelling Method (NATM), pela Concessionária Rio Barra/Consórcio Linha 4; e O Mercado Atual e Futuro de Túneis, proposto pelo Comitê Brasileiro de Túneis (CBT).

A aplicação de novas tecnologias em favor da qualidade, produtividade e sustentabilidade também foi tema de discussões, que aconteceram nos seminários Racionalizando sua Obra, proferido pela Associação Brasileira das Empresas de Formas e Escoramentos (Abrasfe); A Alta Qualidade Ambiental da Edificação à Infraestrutura, pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini; e Sustentabilidade e Gestão Público-Privada, pela Sobratema.

Veja a seguir um panorama do que foi discutido em alguns dos painéis mais disputados pelo público.