07 de junho de 2018
Voltar

Infraestrutura

Afonso França Engenharia: expansão do Complexo Hospitalar Vergueiro

Técnicas de redução de ruído, sustentabilidade ambiental e segurança do trabalho permitem obra sem paralisação das atividades
Fonte: Assessoria de Imprensa

Responsável pela construção do novo edifício do Complexo Hospitalar Vergueiro, a Afonso França encara quatro desafios importantes: prazo, planejamento e gestão de custos, localização e espaço reduzido para a obra. O planejamento está sendo crucial para cumprir o prazo determinado para entrega com as atividades acontecendo de forma simultânea. Já a localização, no centro da cidade de São Paulo, dificulta a entrada e saída de veículos de grande porte devido ao rodízio e vias de restrição para circulação de caminhões.

Segundo Antônio Carlos Marchini Júnior, diretor responsável pela obra, a logística de materiais é administrada dentro do espaço reduzido da obra, além de considerar medidas para minimizar o impacto da obra nas imediações. “O novo edifício contempla 13 pavimentos, considerando oito para consultórios médicos e cinco para garagens, em local separado dos demais blocos hospitalares. Os cuidados com as estruturas das edificações hospitalares que estão ao redor foram essenciais para que a contenção não causasse fissuras ou trincas nos prédios já existentes”, explica Marchini.

A construção não está acontecendo nos espaços de funcionamento do hospital, mas mesmo assim técnicas de redução de ruído, sustentabilidade ambiental, segurança do trabalho, entre outras, foram necessárias para a construção.

O planejamento está sendo seguido à risca,...


Responsável pela construção do novo edifício do Complexo Hospitalar Vergueiro, a Afonso França encara quatro desafios importantes: prazo, planejamento e gestão de custos, localização e espaço reduzido para a obra. O planejamento está sendo crucial para cumprir o prazo determinado para entrega com as atividades acontecendo de forma simultânea. Já a localização, no centro da cidade de São Paulo, dificulta a entrada e saída de veículos de grande porte devido ao rodízio e vias de restrição para circulação de caminhões.

Segundo Antônio Carlos Marchini Júnior, diretor responsável pela obra, a logística de materiais é administrada dentro do espaço reduzido da obra, além de considerar medidas para minimizar o impacto da obra nas imediações. “O novo edifício contempla 13 pavimentos, considerando oito para consultórios médicos e cinco para garagens, em local separado dos demais blocos hospitalares. Os cuidados com as estruturas das edificações hospitalares que estão ao redor foram essenciais para que a contenção não causasse fissuras ou trincas nos prédios já existentes”, explica Marchini.

A construção não está acontecendo nos espaços de funcionamento do hospital, mas mesmo assim técnicas de redução de ruído, sustentabilidade ambiental, segurança do trabalho, entre outras, foram necessárias para a construção.

O planejamento está sendo seguido à risca, tanto pela Afonso França quanto pelos fornecedores para não existir a necessidade de escalas de horários diferenciados para o trabalho, remanejamento de pacientes e áreas do hospital ou implantação de atividades não habituais. O planejado é executado, inclusive a descarga de grandes volumes de materiais, que ocorre durante o período da noite e madrugada.

“Realizamos uma fase preparatória de reuniões para que os recursos fossem pré-definidos. Como toda obra passa por um processo dinâmico, sempre avaliamos no decorrer da construção novas oportunidades para alcançar o melhor resultado”, finaliza Antonio Carlos.

Sobre a Afonso França

A Afonso França Engenharia surgiu em 1992 por iniciativa de Cláudio Afonso e Estevam França. Após atuarem na execução de projetos comerciais, os proprietários sentiram a necessidade de buscar novos desafios no mercado da construção civil. A oportunidade surgiu no final dos anos noventa quando as empresas de call center começaram a erguer as primeiras estruturas no Brasil. Neste período a Afonso França construiu cerca de 30 prédios para as centrais telefônicas e as primeiras sedes com base tecnológica voltada ao serviço de atendimento ao cliente.

Os anos seguintes foram marcados pela conquista de novas obras com alto nível de exigência técnica, o que impulsionou o desenvolvimento e expansão da empresa. A qualidade e a excelência na prestação de serviços permitiram a entrada em segmentos de especialidades como o farmacêutico, papel e celulose, alimentício e o de tecnologia, consolidando a Afonso França no mercado.

A Afonso França conta com a certificação ISO 9001 para a construção, execução, projetos e desenvolvimento, gestão e gerenciamento de obras civis para todos os segmentos em que atua com seus processos auditados pela Fundação Vanzolini.