FECHAR
05 de março de 2020
Voltar

EMPRESAS

Construtora equilibra oferta no mercado imobiliário

Empresa Passarelli diminui peso de governo nas receitas e voltou às origens
Fonte: O Estado de S.Paulo

Prestes a completar 90 anos de existência, a construtora Passarelli voltou às origens. Durante um bom tempo, a empresa deixou o mercado imobiliário de lado e focou suas atividades nas obras de infraestrutura, que estavam bastante aquecidas. Chegou em um ponto que 95% da receita da empresa vinha do setor público.

Em 2012, antes de a Operação Lava Jato atingir as grandes empreiteiras do setor, a construtora tomou a decisão de equilibrar o portfólio entre público e privado e ficar menos exposta ao risco do governo.

Nessa estratégia, a Passarelli elegeu alguns segmentos para concentrar seus esforços. Além das obras industriais e de infraestrutura de empresas privadas, a companhia decidiu retornar ao mercado imobiliário.

Definidas as estratégias, a Passarelli criou uma área de incorporação e, em 2018, iniciou os trabalhos. O primeiro lançamento ocorreu em dezembro daquele ano, na cidade de Guarulhos.

Para este ano, são mais cinco empreendimentos previstos nas regiões de Pinheiros, Jaraguá, Glicério, Cidade Jardim e Vila Guilhermina. “Estamos com tudo pronto só dependendo da aprovação da Prefeitura”, afirma o presidente da empresa, Paulo Said Bittar (foto).

Segundo ele, o mercado imobiliário é gigantesco e tem espaço para empr...


Prestes a completar 90 anos de existência, a construtora Passarelli voltou às origens. Durante um bom tempo, a empresa deixou o mercado imobiliário de lado e focou suas atividades nas obras de infraestrutura, que estavam bastante aquecidas. Chegou em um ponto que 95% da receita da empresa vinha do setor público.

Em 2012, antes de a Operação Lava Jato atingir as grandes empreiteiras do setor, a construtora tomou a decisão de equilibrar o portfólio entre público e privado e ficar menos exposta ao risco do governo.

Nessa estratégia, a Passarelli elegeu alguns segmentos para concentrar seus esforços. Além das obras industriais e de infraestrutura de empresas privadas, a companhia decidiu retornar ao mercado imobiliário.

Definidas as estratégias, a Passarelli criou uma área de incorporação e, em 2018, iniciou os trabalhos. O primeiro lançamento ocorreu em dezembro daquele ano, na cidade de Guarulhos.

Para este ano, são mais cinco empreendimentos previstos nas regiões de Pinheiros, Jaraguá, Glicério, Cidade Jardim e Vila Guilhermina. “Estamos com tudo pronto só dependendo da aprovação da Prefeitura”, afirma o presidente da empresa, Paulo Said Bittar (foto).

Segundo ele, o mercado imobiliário é gigantesco e tem espaço para empresas grandes e pequenas. Só o Estado de São Paulo tem um déficit habitacional de 1,8 milhão de moradias, sendo quase 500 mil na capital.

“Ou seja, tem espaço para todo mundo. Além disso, busco lançamentos menores, de 300 a 400 unidades. As grandes incorporadoras buscam áreas maiores. Eu busco as áreas médias.”

Bittar afirma que, para os lançamentos deste ano, os terrenos já foram adquiridos. Mas, para os próximos, serão necessárias novas aquisições. “Estamos olhando vários terrenos, mas com o pé no chão”, diz o executivo, que já conseguiu equilibrar a carteira da empresa em 50% privada e 50% pública.