FECHAR
29 de agosto de 2019
Voltar

OBRAS

Emissão de alvarás de construção dispara 200% em julho em Fortaleza

Em um mês, número de licenças saltou de 16 para 49. Para empresários, aumento reflete demanda reprimida por regularização e ainda a preparação de construtoras para a retomada do crescimento econômico
Fonte: Diário do Nordeste

Após a mudança na legislação da emissão dos alvarás de funcionamento, a Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma) registrou um aumento no número de emissões de até 200% em julho, caso dos alvarás de construção e regularização de obra construída na capital do Ceará, Fortaleza. Para a Pasta, o resultado demonstra a eficácia das ações de incentivo do poder público municipal.

Já representantes de diferentes segmentos da iniciativa privada justificam o crescimento como um reflexo da regularização reprimida ou da antecipação dos empresários aos primeiros sinais de melhora do cenário econômico.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon-CE), André Montenegro, pondera que o setor ainda passa por dificuldades.

"As que já solicitaram alvarás são empresas que estão se preparando para possível reação do setor e já deixando em estoque seus projetos aprovados. A qualquer melhora do mercado, eles já saem na frente", explica. Segundo a Seuma, no mês passado, foram emitidas 49 licenças de construção contra 16 em junho.

Montenegro acrescenta que a emissão da licença não necessariamente quer dizer que as empresas já vão iniciar as obras. "O alvará tem uma validade, que, inclusive, foi estendida com o novo Código da Cidade. Mas não deixa de ser um bom sinal. Nos próximos meses, devemos começar a ver algumas obras iniciando", prevê.

De acordo com ele, o estoque de imóveis no Estado hoje ainda gira em torno de 6,5 mil unidades.