FECHAR
FECHAR
07 de janeiro de 2021
Voltar

Mercado de caminhões retrai 12,3%

Veículo mais vendido foi o Volvo FH 540, com 5.870 emplacamentos em 2020
Fonte: Carga Pesada

O número de caminhões novos vendidos em 2020 foi 12,3% menor que no ano anterior. Foram 89.207 emplacamentos contra 101.733 de 2019.

Os dados foram divulgados no dia 5 de janeiro pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

A Mercedes-Benz foi responsável pela maior fatia de caminhões comercializados no ano passado: 33,7%. Na sequência, vêm VW/MAN (28,6%), Volvo (16,7%), Scania (9,7%), Iveco (5,6%), DAF (4,2%) e Ford (0,6%)

Considerando todos os segmentos, o caminhão mais vendido foi o pesado Volvo FH 540, com 5.870 unidades. O segundo foi o médio VW MAN 11.180, com 4.458 emplacamentos.

Em terceiro lugar, está o pesado Volvo FH 460 (3.936); em quarto, o semi-pesado VW MAN 24.280 (3.577) e, em quinto, o pesado Scania R450 (3.576).

“Os fabricantes de caminhões tiveram muita dificuldade para atender à demanda, por conta da retração da produção, provocada pela pandemia, na indústria. A boa oferta de crédito e a melhora dos preços das commodities são fatores positivos, que impulsionaram e continuam mantendo a procura aquecida”, afirmou, o presidente da Fenabrave, Assumpção Júnior.

A Volvo comemorou a liderança do FH 540 pela oitava vez em 12 anos. E também a vice-lideranç...


O número de caminhões novos vendidos em 2020 foi 12,3% menor que no ano anterior. Foram 89.207 emplacamentos contra 101.733 de 2019.

Os dados foram divulgados no dia 5 de janeiro pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

A Mercedes-Benz foi responsável pela maior fatia de caminhões comercializados no ano passado: 33,7%. Na sequência, vêm VW/MAN (28,6%), Volvo (16,7%), Scania (9,7%), Iveco (5,6%), DAF (4,2%) e Ford (0,6%)

Considerando todos os segmentos, o caminhão mais vendido foi o pesado Volvo FH 540, com 5.870 unidades. O segundo foi o médio VW MAN 11.180, com 4.458 emplacamentos.

Em terceiro lugar, está o pesado Volvo FH 460 (3.936); em quarto, o semi-pesado VW MAN 24.280 (3.577) e, em quinto, o pesado Scania R450 (3.576).

“Os fabricantes de caminhões tiveram muita dificuldade para atender à demanda, por conta da retração da produção, provocada pela pandemia, na indústria. A boa oferta de crédito e a melhora dos preços das commodities são fatores positivos, que impulsionaram e continuam mantendo a procura aquecida”, afirmou, o presidente da Fenabrave, Assumpção Júnior.

A Volvo comemorou a liderança do FH 540 pela oitava vez em 12 anos. E também a vice-liderança nos pesados do FH 460. “Este resultado mostra a preferência que o mercado nacional tem pelo FH, um caminhão que se consolidou como a melhor opção em transporte comercial”, declarou, o diretor executivo de caminhões da Volvo, Alcides Cavalcanti.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159 - Fax (11) 3662-2192

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade