FECHAR
10 de setembro de 2020
Voltar

Ranking Connected Smart Cities 2020 aponta São Paulo como a cidade mais inteligente do país

O Ranking Connected Smart Cities 2020, mais importante estudo sobre cidades, destacou São Paulo como a mais inteligente e conectada do Brasil
Fonte: Assessoria de Imprensa

Nos dias 08, 09 e 10 de setembro acontece o evento nacional Connected Smart Cities e Mobility Digital Xperience 2020, mais importante iniciativa de cidades e mobilidade do Brasil e que, em função da pandemia da Covid-19, será apresentado no formato 100% virtual e por meio de plataforma dedicada.

Durante a Cerimônia de Abertura do evento, que aconteceu no dia 8 de setembro, que contou com a participação de autoridades, representantes de empresas e especialistas nacionais e internacionais, foi divulgado o resultado do Ranking Connected Smart Cities 2020.

O estudo, elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, está na 6ª edição e mapeia todos os 673 municípios com mais de 50 mil habitantes, com o objetivo de definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil.

O destaque no Ranking Geral 2020 foi para a cidade de São Paulo, que atingiu a primeira colocação. O segundo lugar ficou com Florianópolis (SC), seguida por Curitiba (PR), Campinas (SP) e Vitória (ES). Em sexta colocação está São Caetano do Sul (SP); seguida por Santos (SP); Brasília (DF); Porto Alegre (RS); e Belo Horizonte (MG).

Além do título de cidade mais inteligente e conectada do Brasil, a capital paulista conquistou, ainda, a primeira colocação nas categorias: Região Sudes...


Nos dias 08, 09 e 10 de setembro acontece o evento nacional Connected Smart Cities e Mobility Digital Xperience 2020, mais importante iniciativa de cidades e mobilidade do Brasil e que, em função da pandemia da Covid-19, será apresentado no formato 100% virtual e por meio de plataforma dedicada.

Durante a Cerimônia de Abertura do evento, que aconteceu no dia 8 de setembro, que contou com a participação de autoridades, representantes de empresas e especialistas nacionais e internacionais, foi divulgado o resultado do Ranking Connected Smart Cities 2020.

O estudo, elaborado pela Urban Systems, em parceria com a Necta, está na 6ª edição e mapeia todos os 673 municípios com mais de 50 mil habitantes, com o objetivo de definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento do Brasil.

O destaque no Ranking Geral 2020 foi para a cidade de São Paulo, que atingiu a primeira colocação. O segundo lugar ficou com Florianópolis (SC), seguida por Curitiba (PR), Campinas (SP) e Vitória (ES). Em sexta colocação está São Caetano do Sul (SP); seguida por Santos (SP); Brasília (DF); Porto Alegre (RS); e Belo Horizonte (MG).

Além do título de cidade mais inteligente e conectada do Brasil, a capital paulista conquistou, ainda, a primeira colocação nas categorias: Região Sudeste; Cidades com mais de 500 mil habitantes; Tecnologia e Inovação; e Mobilidade e Acessibilidade. São Paulo ficou em segundo lugar nas Categorias Urbanismo e Empreendedorismo; 5º em Economia e 12ª colocação em Governança.

A partir da edição 2019, o Ranking incorporou conceitos e novos indicadores baseados na ISO 37122 -Sustainable Cities And Communities – Indicators For Smart Cities, mantendo-se como a melhor referência para comparação e análise de cidades inteligentes no Brasil.

O resultado é apresentado em 4 frentes: geral, por eixo temático, por região e por faixa populacional. O estudo é composto por indicadores de 11 principais setores: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo, governança e energia, mesmos eixos temáticos do evento nacional Connected Smart Cities.

"Nesses seis anos de atuação, a Plataforma Connected Smart Cities vem desempenhando papel fundamental junto às empresas, entidades e governos na busca pela inovação, tendo como objetivo fundamental tornar as cidades brasileiras mais inteligentes e conectadas, principalmente no atual momento de pandemia da Covid-19", comenta a CEO da Necta e idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility, Paula Faria.
São Paulo em números
Centro financeiro do país, com o maior PIB, e uma das cidades mais populosas do mundo, a capital paulista atingiu a primeira colocação no Ranking Connected Smart Cities, após dois anos na segunda posição do Ranking (edições 2018 e 2019).

São Paulo se destaca em Mobilidade e Acessibilidade, principalmente pela diversidade de modais existentes, e se mantém na primeira posição.

Para tanto, foram fundamentais a expansão da Linha de Metrô e construção e planejamento de novas linhas; Aeroporto de Congonhas com mais de 40 destinos (atualmente com obras na pista principal), além de proximidade com o Aeroporto de Guarulhos.

Em relação à última pesquisa, houve expansão da capilaridade rodoviária interestadual, com transporte para mais de 900 destinos fora do Estado, além de mais de 400 km de ciclovia e 0,06% dos veículos são do tipo de baixa emissão (última pesquisa eram 0,04% da frota).

A cidade de São Paulo conta com 3 parques tecnológicos e 11 incubadoras e um percentual de 4,1% dos empregos formais no setor de tecnologia e inovação e 4,6% no setor de educação e pesquisa e desenvolvimento, mesmo com a grande diversidade econômica da cidade. São Paulo também apresentou alta de 1,79% do PIB per capita, sendo que 84,7% dos empregos na cidade estão no setor privado. A cidade conta, ainda, com 0,63 empregos formais por habitante na População Economicamente Ativa (PEA); 71,0% da receita municipal não é oriunda de repasses e a renda média dos trabalhadores formais é R$ 3.935.

A capital paulista contempla também 85 pontos de acesso a internet por 100 habitantes e 56,3% das conexões de banda larga com velocidade superior a 34 mb (a última pesquisa apontava menos de 50%). Em 2019, o município recebeu em bolsa CNPQ o equivalente a R$ 14.401 por 100 mil habitantes e quase 1/3 dos empregos formais são ocupados por profissionais com ensino superior.

Destaques no Ranking
A região Sudeste concentra as cidades mais inteligentes e conectadas, sendo seis municípios entre os 10 mais bem colocados (em 2019 foram seis e, 2018, sete). Três municípios são da região Sul e um do Centro-Oeste, sendo que as regiões Norte e Nordeste não têm representante entre os 10 melhores. Palmas (TO) está na 32ª colocação no Ranking Geral e Recife (PE) na 15ª. Na classificação por região, destacam-se: no Centro-Oeste, Brasília (DF) com a 1ª colocação no Ranking Connected Smart Cities; no Nordeste, Recife (PE); no Norte, Palmas (TO); no Sudeste: São Paulo (SP); e no Sul: Florianópolis (PR). Jaguariúna (SP) é o destaque das cidades entre 50 e 100 mil habitantes; de 100 a 500 mil: Vitória (ES); e acima de 500 mil habitantes: São Paulo (SP).

Para o Presidente da Urban Systems e sócio da Plataforma Connected Smart Cities, Thomaz Assumpção, o Ranking Connected Smart Cities ano a ano vem auxiliando as cidades a entenderem o seu nível de desenvolvimento inteligente e sustentável, oferecendo parâmetros para que as cidades possam se planejar e criar estratégias para tornarem-se mais humanas e propiciar qualidade de vida a seus habitantes.

"A edição 2020, diferentemente de outros anos, apresentou uma menor movimentação das cidades nas primeiras posições, refletindo a preocupação cada vez maior das cidades brasileiras em manterem e melhorarem seus indicadores. Destaque para o setor de tecnologia e inovação, que apresentaram melhora nos itens de infraestrutura e no setor de educação, que apresentou mais cidades com crescimento em seus indicadores", enfatizou.

Evento
Iniciativa da Necta, a 6ª Edição do Connected Smart Cities e Mobility acontece até a próxima quinta (10/09), em formato totalmente virtual, e tem o objetivo de debater amplamente iniciativas que possam revolucionar o mercado de smart cities e mobilidade urbana no país, considerando o atual cenário da Covid-19, por meio da interação dos principais atores.

A edição 2020 traz, ainda, a Expo Virtual, que apresentará soluções para o mercado de cidades e mobilidade, por meio da presença de empresas nacionais e internacionais.

"Essa edição é histórica e a nossa expectativa é reunir mais de três mil participantes, representantes de governo, empresas, entidades e especialistas nacionais e internacionais para debater o futuro das cidades brasileiras, incluindo o contexto da Covid-19. Destacamos ainda o Fórum, que contempla mais de 70 sessões distribuídas em 11 palcos virtuais simultâneos, 300 palestrantes nacionais e internacionais, somando 140 horas de conteúdo", comenta idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility e CEO da Necta, Paula Faria.

"A decisão do formato on-line é pioneira no país para eventos com esta dimensão e envolve gestores de todas as regiões do Brasil, além do alcance internacional. O formato 2020 atende a nossa realidade atual, onde as mudanças na vida pessoal e profissional da sociedade em geral são necessárias, inclusive, por uma questão de saúde pública", concluiu a idealizadora do Connected Smart Cities e Mobility e CEO da Necta.