Notícias > Sustentabilidade
20 de abril de 2017 - 15h39

Muito além dos negócios: Siemens lança estudo com foco em desenvolvimento sustentável no Brasil

Os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) são a base para os seis pilares de atuação da Siemens para um Brasil melhor

Fonte: Assessoria de Imprensa

A Siemens acredita que empresas só alcançam pleno sucesso se conseguirem atender às necessidades das sociedades em que estão inseridas. Isso significa apoiar o desenvolvimento econômico/social e agregar valor em todos os lugares onde ela atua. Para atender a esse princípio, a Siemens lança hoje, durante o evento Sociedade, empresas e futuro do Brasil, o relatório Business to Society (B2S). O documento correlaciona as atividades da empresa com as necessidades prioritárias do Brasil, fundamentada pelos 17 ODS (Objetivos do Desenvolvimento Sustentável) da ONU.

A iniciativa é inédita e propõe o engajamento das empresas como forma de ajudar o País a superar seus desafios. “Há um entendimento comum de que é necessária a retomada do crescimento econômico sustentável, com educação, geração de empregos e qualificação, inovação com agregação de valor local, diminuição de sobrecarga ao meio ambiente, melhoria da qualidade de vida e o apoio na transformação da sociedade rumo a uma economia de baixo carbono”, defende Paulo Stark, CEO e presidente da Siemens no Brasil.

As ações do meio empresarial têm reflexo direto nas comunidades, sejam elas locais ou globais. O documento propõe que empresas como a Siemens considerem os impactos de suas atividades, demonstrando como os cidadãos se beneficiam com suas operações de negócios.

Segundo Stark, para a gestão empresarial, o atual desafio é encontrar novas dinâmicas de funcionamento e formas alternativas de lidar com a cadeia de valor e demais stakeholders, além de uma revisão da forma como seus negócios, produtos e serviços produzem impacto da sociedade.  “Há um espírito de mudança no ar, junto com um senso de urgência em aproveitarmos esse momento de transformação para que o País possa retomar seu caminho de prosperidade econômica, com integridade e solidez”, afirma Stark.

150 anos de atividades da Siemens no País - O rastreamento quanto ao impacto das atividades da Siemens no Brasil teve um peso importante no estudo. Com cerca de 150 anos de participação na história do País, a empresa esteve presente na introdução das telecomunicações, em 1867, com a primeira linha de telegráfico do País ligando o Rio de Janeiro ao Rio Grande do Sul, e também nas primeiras hidroelétricas instaladas e nas primeiras linhas de Bond elétricos, ambos no fim do século XIX.

Nos séculos XX e XXI, a Siemens continuou a crescer em território nacional com seus produtos e soluções de engenharia, que representam atualmente 45% da produção de Óleo e Gás; 40% da produção local do setor automotivo contam com tecnologias desenvolvida pela empresa, por meio dos seus mais de cinco mil colaborares.

No setor de infraestrutura de energia, 50% de equipamentos da empresa são responsáveis pela geração, transmissão e distribuição de energia. A Siemens preza pela produção local e boa parte dessas obras foram realizadas com equipamentos produzidos nas 12 fábricas que a empresa mantém em diferentes estados, como: São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Amazonas.

Em nível global, as tecnologias desenvolvidas pela Siemens ajudam seus clientes a reduzir as suas emissões de CO2 em 521 milhões de toneladas ano. No ano passado, empresa assumiu mundialmente o compromisso de neutralizar as emissões de CO2 até 2030 das próprias operações. As turbinas de biomassa e eólica ajudam os clientes no Brasil a reduzir anualmente três milhões de toneladas a emissão de CO2.

Entre 2014 e 2016 a Siemens já conseguiu reduzir 32% das emissões somente nas operações do Brasil. Estes são apenas alguns exemplos apresentados no estudo que está disponibilizado no www.siemens.com.br/b2sevento.

O estudo também destaca como a Siemens pode ajudar e se comprometer ainda mais com o Brasil neste momento de transformação e recuperação econômica com suas soluções em infraestrutura e de melhoria de competitividade das indústrias do País. A educação, como parte da transformação da sociedade, é tratada pela organização desde a primeira infância até a sua qualificação profissional. O projeto Experimento, por exemplo, de iniciação cientifica em crianças, já foi introduzido em escolas de 21 cidades do Brasil, beneficiando mais de 20 mil crianças.

“A metodologia B2S nos possibilita ter um olhar diferente, identificando e mensurando as contribuições da Siemens ao que realmente importa para o Brasil a fim de possibilitar um diálogo com a sociedade de forma pragmática e transparente, na construção sustentável do País”, afirma Henrique Paiva, responsável pela área de sustentabilidade e relações governamentais da Siemens no Brasil. O estudo B2S é uma iniciativa global da Siemens é já foi realizada em 12 países, incluindo Alemanha, África do Sul, Argentina, México, Reino Unido, Singapura e agora o Brasil

Na ocasião, a Siemens também apresentou o novo claim da empresa, Engenhosidade para a Vida. Por engenhosidade pela vida, a Siemens se posiciona pela inovação, pela capacidade de agir de forma engenhosa, enxergando de forma critica as necessidades do meio em que vivemos, ou seja, ter como nossa missão criar valor para clientes, colaboradores e sociedade. O estudo faz parte dessa postura da empresa.

 

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral - Apoio editorial: Revista Grandes Construções. Reprodução apenas com permissão dos editores e com o devido crédito.

Segurança e Privacidade