Notícias > Tecnologia
01 de novembro de 2017 - 01h02

Construtivo e JHE desenvolvem projeto em BIM para obras da Sabesp

Utilizado em duas obras de Estações Elevatórias de Esgoto, metodologia foi aplicada em 3D para a modelagem parametrizada, 4D para a construção e 5D para os custos envolvidos nas etapas do projeto

Fonte: Assessoria de Imprensa

Para atender a uma solicitação da Sabesp, que exige que suas obras nas Estações Elevatórias de Esgoto sejam gerenciadas e fiscalizadas utilizando o BIM (Modelagem da Informação na Construção), a JHE, empresa de engenharia consultiva especializada no gerenciamento e supervisão de obras de infraestrutura, contratou a consultoria do Construtivo, empresa de Tecnologia da Informação especializada no setor de engenharia e construção, para apoiar dois projetos localizados na região de Santana do Parnaíba, em São Paulo.

A primeira etapa envolveu a modelagem em BIM 3D, na qual foram estabelecidos modelos interativos com informações inseridas em cada propriedade do projeto, como estrutura, arquitetura, hidráulica e elétrica. Nesta fase, o efeito imediato foi no planejamento da execução. “O modelo permitiu uma melhor compreensão do objeto a ser construído por parte dos envolvidos, o que certamente irá contribuir para  a excelência no desempenho durante a execução”, aponta o Orlando Cassettari, engenheiro da JHE.

Com a modelagem parametrizada, passou-se para a fase BIM 4D, na qual foi realizada a integração dos modelos 3D com o planejamento e cronograma da obra por meio de vídeos que retratam o avanço da construção ao longo do tempo, separando ações de edificação, demolição e contração. Por fim, entrou o BIM 5D, que se refere à extração de quantitativos e vínculo com o orçamento.

“Todas as fases do projeto foram realizadas com o objetivo de integrar o setor de gerenciamento de obra, facilitar a troca de informações de forma segura e fidedigna, auxiliar no processo de medição de obra e melhorar a visualização dos projetos para suas inevitáveis compatibilizações e tomadas de decisão”, explica o presidente do Construtivo, Marcus Granadeiro. Segundo o executivo, o modelo impacta não apenas na construção devido à sua melhoria na eficiência, mas também no gerenciamento e na fiscalização.

Para a JHE, o BIM, quando utilizado na elaboração do projeto, produz um salto de qualidade na realização dos empreendimentos. “Seguindo essa modelagem em todas as suas etapas - concepção, projetos básico e executivo e execução da obra, os empreendimentos terão qualidade de construção, prazo e custos compatíveis com o que foi previsto. Temos a consciência de que como empresa gerenciadora, devemos nos preparar para acompanhar a evolução dos processos técnicos de elaboração de projetos e execução de obras e com isso melhor atender as necessidades dos clientes”, complementa Cassettari.

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Desenvolvido e atualizado por Diagrama Marketing Editoral - Apoio editorial: Revista Grandes Construções. Reprodução apenas com permissão dos editores e com o devido crédito.

Segurança e Privacidade