FECHAR
17 de dezembro de 2020
Voltar
Dados Técnicos

Eco101

Por Redação

PRINCIPAL OBRA

A concessionária entregou em setembro mais 9 km de duplicação na BR-101. Com a obra, o trecho conta agora com 24 km com duas faixas em cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de concreto.

Local: Viana, Vila Velha e Guarapari (ES)
Investimento: R$ 150 milhões
Tipo: Duplicação
Avanço físico: Concluído

FATOS MARCANTES

  • Além da duplicação das pistas, a Eco101 construiu dois viadutos para aumentar a segurança e trafegabilidade aos usuários. Um deles fica na entrada de Guarapari e o outro fica no distrito de Amarelos e permite retornos e acesso seguro aos bairros.
  • Ao todo, o trecho entre Viana e Guarapari contará com 30 km de pistas duplicadas, iniciando no viaduto localizado no km 305, na interseção da BR-101 com a BR-262 – entregue em fevereiro de 2020 – até o km 335, onde fica o viaduto do trevo de Guarapari. As equipes finalizam os 6 km restantes, até o final deste ano.
  • A obra contou gerou, em média, 400 novos postos de trabalho.

DEMAIS OBRAS EM ANDAMENTO

Em agosto, iniciou a duplicação de Guarapari a Anchieta (km 335 ao 357), dando continuidade às obras do trecho Sul.

  • Com a duplicação deste trecho, a concessionária construirá duas novas interseções em Anchieta. A primeira será na altura do km 354, permitindo os movimentos de acesso ao bairro Jabaquara e conexão à rodovia estadual ES-146, que permite o acesso às praias de Anchieta, Ubu e ao Porto da Samarco. A segunda será no km 357,7, dando acesso ao município de Alfredo Chaves pela rodovia estadual ES-146.
  • As duas interseções serão dotadas de viadutos, que permitirão os movimentos de entrada, saída e cruzamento da BR-101/ES/BA de maneira segura sem a necessidade de parar ou cruzar com os veículos que estiverem viajando pela rodovia.
  • Também serão construídas quatro pontes neste trecho: uma no km 337,2 (so

PRINCIPAL OBRA

A concessionária entregou em setembro mais 9 km de duplicação na BR-101. Com a obra, o trecho conta agora com 24 km com duas faixas em cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de concreto.

Local: Viana, Vila Velha e Guarapari (ES)
Investimento: R$ 150 milhões
Tipo: Duplicação
Avanço físico: Concluído

FATOS MARCANTES

  • Além da duplicação das pistas, a Eco101 construiu dois viadutos para aumentar a segurança e trafegabilidade aos usuários. Um deles fica na entrada de Guarapari e o outro fica no distrito de Amarelos e permite retornos e acesso seguro aos bairros.
  • Ao todo, o trecho entre Viana e Guarapari contará com 30 km de pistas duplicadas, iniciando no viaduto localizado no km 305, na interseção da BR-101 com a BR-262 – entregue em fevereiro de 2020 – até o km 335, onde fica o viaduto do trevo de Guarapari. As equipes finalizam os 6 km restantes, até o final deste ano.
  • A obra contou gerou, em média, 400 novos postos de trabalho.

DEMAIS OBRAS EM ANDAMENTO

Em agosto, iniciou a duplicação de Guarapari a Anchieta (km 335 ao 357), dando continuidade às obras do trecho Sul.

  • Com a duplicação deste trecho, a concessionária construirá duas novas interseções em Anchieta. A primeira será na altura do km 354, permitindo os movimentos de acesso ao bairro Jabaquara e conexão à rodovia estadual ES-146, que permite o acesso às praias de Anchieta, Ubu e ao Porto da Samarco. A segunda será no km 357,7, dando acesso ao município de Alfredo Chaves pela rodovia estadual ES-146.
  • As duas interseções serão dotadas de viadutos, que permitirão os movimentos de entrada, saída e cruzamento da BR-101/ES/BA de maneira segura sem a necessidade de parar ou cruzar com os veículos que estiverem viajando pela rodovia.
  • Também serão construídas quatro pontes neste trecho: uma no km 337,2 (sobre o Rio Conceição com 18,4 m de extensão); outra no km 339,3 (sobre o Rio Jabuti, com 70,51 m de extensão); a terceira estrutura no km 347,9 (sobre o Rio Grande, com 11,90 m de extensão); e, por último, a ponte no km 354,7 (sobre o rio Benevente, com 94 m de extensão). Nestes pontos, as pontes existentes na rodovia também passarão por obras de restauração e modernização.
  • Após a conclusão da obra, todo o trecho contará com duas faixas em cada sentido, separadas por canteiro central ou barreira de segurança de concreto. A previsão é de que os serviços sejam concluídos em cerca de 24 meses.

PRINCIPAIS PROJETOS PARA 2021

  • Para 2021, a Eco101 prevê entregar a duplicação do trecho Guarapari a Anchieta, iniciado em agosto de 2020, dando continuidade às obras do trecho Sul. Nesse trecho, serão investidos mais R$ 122 milhões e a expectativa é de geração de 400 a 500 empregos diretos e a mesma proporção em indiretos.
  • Também serão entregues as três últimas passarelas previstas por contrato. A Eco101 já implantou 16 passarelas de pedestres ao longo da BR-101/ES/BA. Em julho de 2020, a Concessionária iniciou a implantação das três novas estruturas em Viana, totalizando as 19 passarelas previstas no Contrato de Concessão. Vale destacar que estas três últimas passarelas foram antecipadas do 20º ano de concessão (ano 2033) para o 8º ano concessão (2021).
  • Ainda em 2021, a Concessionária deve concluir os trabalhos nas interseções em desnível dos km 293 e 293,8, em Cariacica, trazendo maior segurança nos cruzamentos e fluidez no trânsito local. Obra retomada em outubro de 2020, compreende a execução de dois viadutos, sendo uma passagem inferior à rodovia no km 293 e outra superior, no km 293,8, além de melhorias e ampliações das vias marginais.
  • Outra obra de grande destaque, que deve ser iniciada no segundo semestre de 2021, é a duplicação do trecho entre Anchieta e Iconha, com cerca de 39 km de extensão.

FATOS MARCANTES

  • Entre 2019 e 2020, a Eco101 entregou oito passarelas – sendo uma na Serra, localizada no km 262, e outras sete no Contorno de Vitória, em Cariacica, localizadas nos km 285,8; 286,1; 287,3; 288,3; 292,6; 295,2 e 295,4. Para essas obras, foram investidos R$ 9,5 milhões.
  • Além dessas, outras oito estruturas também já foram implantadas pela Eco101 – Conceição da Barra (km 32,4), São Mateus (km 68,3), Ibiraçu (km 219,6), Serra (km 263,1 e 271,9), Cariacica (km 289,8) e Viana (km 299,2 e 300,5) –, sendo que já existiam três estruturas no trecho – Linhares (km 148,9 e 149,3) e João Neiva (km 149,3).
  • Os locais são definidos com base em estudos que detalham o fluxo de travessia de pedestres e de veículos nas regiões. Além disso, os projetos e a execução da obra são autorizados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).
  • Dentro do cronograma de obras e investimentos da Eco101, incluindo Viana a Guarapari (km 305 ao 335) e Guarapari a Anchieta (km 335 ao 357), já foram entregues trechos duplicados em Anchieta (km 363 ao 366), Ibiraçu (km 215,9 ao 220,4) e João Neiva (km 205,4 ao 208,1), além do Contorno de Iconha (km 373,4 ao 379,5).

DEMAIS OBRAS EM ANDAMENTO

Obra de restauração do pavimento na BR-101/ES/BA. Serviços de recuperação estrutural e restauração do pavimento de 60 km de rodovia no antigo traçado das pistas existentes, após a entrega dos novos trechos duplicados no segmento Sul da BR-101 (Viana a Guarapari).

Local: Viana e Alfredo Chaves (ES)
Investimento: R$ 45 milhões
Tipo: Manutenção
Avanço físico: Em andamento

DEMAIS OBRAS EM ANDAMENTO

Interseções em desnível no km 293 e no 293,8. Ampliação visa eliminar os conflitos existentes nos cruzamentos em nível no trecho de Cariacica, com alto volume de tráfego.

Local: Cariacica (ES)
Investimento: N/A
Tipo: MelhoriasAvanço físico: Em andamento

VALORES INVESTIDOS EM 2019/2020

  • Volume de recursos próprios: 87,7%
  • Volume financiado: 12,3% (BNDES)

DISTRIBUIÇÃO DO INVESTIMENTO

Manutenção de vias 37,3%
Ampliação ou duplicação de vias 53,4%
Novas Obras de Arte Especiais 3%
Manutenção de Obras de Arte Especiais 1%
Segurança e atendimento ao usuário 1%
Outros 4,3%

FATOS MARCANTES

  • A Eco101, concessionária que administra a BR-101 no Espírito Santo e na Bahia, ficou em 3º lugar no prêmio ‘Via Viva 2020’, concedido pelo Ministério da Infraestrutura às empresas do setor de rodovias que desenvolvem as melhores ações para reduzir os impactos da operação e gerar um ambiente de negócios mais sustentável.
  • A premiação leva em consideração o desempenho das concessionárias de rodovias federais no Índice de Desempenho Ambiental (IDA), elaborado e analisado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A participação no processo de avaliação ocorre por adesão voluntária, conforme portaria, sendo que o índice é medido anualmente, compreendendo o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro.
  • As ações realizadas pela concessionária no estado Boas envolvem práticas ambientais como recolhimento de resíduos, utilização de asfalto-borracha nas obras, programa de proteção à fauna, resgate de flora, carbono neutro e monitoramento de recursos hídricos.

Mais matérias sobre esse tema