ABRIR
FECHAR
ABRIR
FECHAR
21 de outubro de 2021
Voltar

ESG impulsiona mercado de economia circular

Reciclagem gera negócios em meio à forte discussão sobre sustentabilidade e ações voltadas para o meio ambiente
Fonte: Assessoria de Imprensa

Já não restam dúvidas sobre a importância do ESG para as empresas, que vêm incorporando propostas sustentáveis em suas rotinas para dirimir os impactos de suas atividades e, de quebra, ganhar cada vez mais destaque no mercado.

De acordo com levantamento da Bloomberg, a agenda ESG deve atrair cerca de US$ 53 trilhões em investimentos até 2025. Diante desse cenário, a economia circular também tem chamado a atenção, com a reciclagem como um de seus pilares mais importantes.

Segundo dados do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2020, em 2019 foram gerados 79,1 milhões de toneladas de lixo no país. A produção per capita de lixo produzida no Brasil varia de 0,3 a 1,1 kg/dia por habitante.

É por isso que buscar soluções sustentáveis para o consumo se torna cada dia mais essencial, como a reciclagem do vidro, por exemplo, um material que movimenta parte importante da indústria de bebidas no país.

De acordo com a Abividro (Associação Brasileira das Indústrias de Vidro), até 2018 a reciclagem de vidro no Brasil movimentava aproximadamente R$ 120 milhões por ano.

Porém, de uma produção de mais de 8 bilhões de unidades por ano, menos da metade desse material era reaproveitada, principalmente por dificuldades...


Já não restam dúvidas sobre a importância do ESG para as empresas, que vêm incorporando propostas sustentáveis em suas rotinas para dirimir os impactos de suas atividades e, de quebra, ganhar cada vez mais destaque no mercado.

De acordo com levantamento da Bloomberg, a agenda ESG deve atrair cerca de US$ 53 trilhões em investimentos até 2025. Diante desse cenário, a economia circular também tem chamado a atenção, com a reciclagem como um de seus pilares mais importantes.

Segundo dados do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil 2020, em 2019 foram gerados 79,1 milhões de toneladas de lixo no país. A produção per capita de lixo produzida no Brasil varia de 0,3 a 1,1 kg/dia por habitante.

É por isso que buscar soluções sustentáveis para o consumo se torna cada dia mais essencial, como a reciclagem do vidro, por exemplo, um material que movimenta parte importante da indústria de bebidas no país.

De acordo com a Abividro (Associação Brasileira das Indústrias de Vidro), até 2018 a reciclagem de vidro no Brasil movimentava aproximadamente R$ 120 milhões por ano.

Porém, de uma produção de mais de 8 bilhões de unidades por ano, menos da metade desse material era reaproveitada, principalmente por dificuldades na logística reversa, que trata basicamente do fluxo físico de produtos, embalagens e outros materiais, desde o ponto de consumo até o local de origem.

Isso se dá por diversos motivos, como dificuldade de locomoção, falta de postos de coleta ou riscos ao manusear o material. Para Rodrigo Clemente, fundador da BLZ Recicla, que faz parte da JVMC Participações, a pandemia agravou ainda mais a situação do mercado.

"A incerteza que assolou o segmento levou muitos fabricantes de bebidas a diminuir a compra de embalagens, uma vez que a expectativa era a queda nas vendas”, diz ele.

Entretanto, o cenário mudou e o consumo de bebidas aumentou consideravelmente no período. “Em paralelo, tivemos a situação de que os itens não eram comercializados em restaurantes e bares, o que dificultou a logística reversa e ocasionou um descarte maior de garrafas", explica.

Pensando nessas dificuldades, a BLZ Recicla atua nos principais pontos do estado de São Paulo, com foco em gerar recursos para associações de catadores e ONGs, colaborar com entidades públicas, fornecer insumos reutilizáveis e em bom estado para a indústria de forma segura, organizada e estruturada.

Considerando que a BLZ Recicla já enviou cerca de 16 milhões de garrafas no último ano, trata-se de uma operação de logística reversa aplicada diretamente ao reúso de aproximadamente 7 milhões de toneladas já entregues até o momento.

"Nossa expectativa é entregar 63 milhões de toneladas de vidro em 2021, um impacto quase 10 vezes maior que o do último ano", conclui Clemente.

Av. Francisco Matarazzo, 404 Cj. 701/703 Água Branca - CEP 05001-000 São Paulo/SP

Telefone (11) 3662-4159

© Sobratema. A reprodução do conteúdo total ou parcial é autorizada, desde que citada a fonte. Política de privacidade