07 de novembro de 2017
Voltar
Momento Expo

GRANDES EXPECTATIVAS

Os primeiros sinais de recuperação da economia estão resultando em um novo ânimo para o setor da construção. Segundo a pesquisa Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), pela primeira vez em três anos, todos os índices de expectativas dos empresários da construção superaram os 50 pontos, consolidando, dessa maneira, um cenário positivo da área. O índice de confiança do empresário do segmento, por exemplo, subiu 3,1 pontos em setembro ante agosto, chegando a 53,4 pontos.

Esse aumento na confiança do empresário da construção também é visto no segmento de equipamentos da linha amarela. Em 2018, será promovida, entre os dias 5 e 8 de junho, a M&T EXPO – Feira Internacional de Equipamentos para Construção e Mineração, no São Paulo Expo, e a indústria já está se preparando para sua realização, com a certeza de que será um momento importante para o mercado. “A M&T Expo é a maior e mais importante feira da América Latina para o setor de equipamentos para construção e mineração e a edição de 2018 será um termômetro importante para a indústria, considerando os sinais de recuperação gradual da economia e melhora do índice de confiança, em resposta a algumas iniciativas tomadas pelo governo, como a mudança na lei de terceirização, a redução da taxa de juros, o controle da inflação e câmbio, e a projeção positiva do PIB, entre outros”, diz Gilson Capato, diretor de Vendas Brasil da Volvo Construction Equipment.

Para Maurício Moraes, gerente de marketing da Case Construction Equipment para a América Latina, o ano de 2018 será de preparação para a retomada efetiva, que deve acontecer a partir de 2019. “Assim, a M&T Expo acontecerá num bom momento, quando o setor precisa de visibilidade e está se preparando para a retomada”, avalia.

Na opinião de Roberto Marques, diretor de vendas da John Deere Construção e Florestal, a M&T Expo 2018 tem tudo para ser um ponto importante na retomada do mercado de construção no Brasil, dado que o País ainda precisa superar gargalos de infraestrutura, e investimentos no setor de construção vão auxiliar na retomada do crescimento.

Considerada a principal vitrine tecnológica do mercado, a feira tem, entre outras novidades, a promoção pela Messe München do Brasil e a setorização em quatro segmentos: equipamentos para construção e mineração, concreto e asfalto, elevação de carga e componentes e serviços.  “A setorização deve facilitar a participação do visitante. Além disso, é muito bom saber que o pavilhão foi totalmente reformado e que vamos contar com uma infraestrutura de alta qualidade. Essa novidade foi comunicada junto com a apresentação da parceria com a Messe München, que também deve impactar positivamente o fluxo de visitantes estrangeiros”, destaca Walter Rauen de Souza, diretor presidente – CEO da Bomag Marini Latin America.