12 de julho de 2013
Voltar
40 Anos da Método Engenharia

Ruy Ohtake e a Arquitetura Fraterna

Por Mariuza Rodrigues

O arquiteto Ruy Ohtake destaca a Arquitetura como o palco para as principais manifestações humanas, a grande área de convivência social, em todos os seus aspectos. Ele assina muitos dos mais modernos edifícios corporativos que dão a moderna cara da metrópole paulista, alguns deles construídos em parceria com a Método Engenharia. O Hotel Unique, na região dos Jardins, é um destes frutos, e tornou-se ícone da cidade, lembrado ao lado dos seus principais monumentos históricos e pontos turísticos. O hotel assim como o Instituto Tomie Ohtake foram assimilados como referências de uma arquitetura paulista, ousada, de vanguarda, que traz em suas linhas a inspiração plantada por Oscar Niemeyer, de quem Ruy é discípulo. “A Arquitetura é uma representação da dignidade humana e social e as áreas de convivência são o grande desafio das grandes cidades hoje, como São Paulo”, diz o arquiteto.

Grandes Construções – O Brasil está passando por uma modernização de sua infraestrutura. A Arquitetura Brasileira está sendo levada em conta nesse momento de transformação?

Ruy Ohtake – A Arquitetura é uma expressão da cultura e, portanto, nós no Brasil, temos uma Arquitetura muito significativa, muito característica, que se destaca, se sobressai, se faz notar dentro de toda a Arquitetura mundial.  Se nota pela sua beleza, pela sua sensualidade, pela procura da surpresa, e provavelmente é uma das Arquitetura mais fraternas do mundo.  Eu faço muito esforço para que os meus projetos desenvolvam essa linha, que começou na fase contemporânea do Brasil, com Oscar Niemeyer, recentemente falecido. Ele deixou um conjunto de obras de importância não só para nós brasileiros, mas para o mundo todo e que dignificou muito a nossa cultura. E é nessa linha que eu pretendo sempre desenvolver os meus projetos.

Grandes Construções – A cidade do Rio de Janeiro vem se sobressaindo nesse processo de reestruturação urbana. Como o senhor vê esse momento do País e essa presença destes profissionais.

Ruy Ohtake – O Rio de Janeiro, pelo fato de ter sido a primeira capital federal do Brasil, foi uma cidade muito importante, sediando as elites cultural e financeira. Tudo isso contornado por uma beleza fortíssima, pois o Rio de Janeiro é uma das cidades mais lindas do mundo.  Com a transferência da capital federal para Brasília, entretanto, o Rio de Janeiro ficou meio esquecido. E agora tendo em vista alguns eventos importantes, não só no campo esportivo, mas também no campo religioso, e também cultural, o Rio de Janeiro retoma aquele brilho que já teve. Com essas obras novas, como a recuperação da área do porto do Rio de Janeiro (Porto Maravilha), a cidade se torna de novo, um centro de atração econômica e turística, com novas condições que são muito importantes atualmente para uma cidade moderna se desenvolver.