FECHAR
18 de janeiro de 2018
Voltar

Mercado

Teclógica conquista novos clientes em Minas Gerais

As Construtoras Elos e Sudoeste passaram a utilizar o Mobuss Construção a fim de aumentarem eficiência e garantir o controle de seus processos
Fonte:

A indústria da construção civil continua em crescimento na região Sudoeste do Brasil. Com a alta do mercado, as empresas atentam-se às novidades e buscam investimentos em ferramentas que não só auxiliem na garantia da qualidade de suas demandas, como também facilitem o gerenciamento e otimizem o tempo de suas obras. Neste cenário, a Teclógica passou a atender a Elos Construtora e a Construtora Sudoeste, as quais adquiriram o Mobuss Construção – solução de mobilidade desenvolvida para o setor o qual permite às construtoras terem o controle de todos os processos de uma obra.

Segundo pesquisa realizada pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), a expectativa para o término de 2017 é boa. A região teve uma queda nas atividades entre 2014 e 2016, porém no primeiro semestre deste ano o setor já apresentou uma alta de 7,4 pontos. “Ficamos muito satisfeitos de perceber a retomada do setor e de podermos fazer parte dessa melhora. Nosso objetivo é levar, cada vez mais, nossas soluções à todas as regiões do Brasil de forma a melhorar o desempenho dessas empresas, atuando na premissa de facilitar o dia a dia de todos os envolvidos em um projeto”, afirma Adriana Bombassaro Alexandre, diretora de Produtos da Teclógica.

Atualmente o Mobuss Construção é composto por oito módulos, os quais podem ser utilizados separadamente, de acordo com a necessidade de cada cliente. A Elos Construtora optou pela contratação dos módulos de Apontamento, Segurança, Qualidade, Vistoria e Entrega, e Assistência Técnica, visto que sua necessidade é obter 100% do controle da produtividade de seus colaboradores, domínio das inspeções de serviços de qualidade, entrega, EPI’S e treinamentos. “Antes de contratarmos o Mobuss Construção, todos os nossos processos eram feitos em papéis, o que não nos proporcionava organização e agilidade, além de questões sustentáveis. Estamos muito confiantes com o desempenho do software e pretendemos ampliar a utilização para todas as nossas obras”, revela Carlos Alberto Correa, Gerente de Projetos da empresa.

Já a Construtora Sudoeste optou pela contratação dos módulos de Qualidade e Assistência Técnica. “A necessidade se deu com a nossa preocupação em melhorar os sistemas de mensuração e controle, além da qualidade de nossos produtos e serviços de forma a impactarem nossos clientes. Implementamos dois módulos, mas já estamos estudando a possibilidade da contratação de mais um, o de segurança”, destaca Danilo Dornelas Dias, diretor Comercial da empresa.