29 de novembro de 2018
Voltar

Tecnologia / Sem manutenção, pontes e viadutos de SP acumulam fissuras e infiltrações

A determinação do prefeito Bruno Covas (PSDB), conforme a administração, foi de elaborar laudo estrutural de 185 pontes e viadutos da cidade, “por entender que as vistorias visuais são insuficientes”, antes de tomar medidas. A ideia é ampliar o contrato para inspecionar todas as 185 estruturas.

Marginal

Nesta quinta-feira, 22, a Prefeitura publicou, no Diário Oficial da Cidade, autorização para obras emergenciais (sem licitação) de reparo no viaduto da Marginal. A empresa será a JK Engenharia, do ex-diretor de Obras da Prefeitura Edward Boretto. O valor do contrato, assinado dada “a extrema gravidade da situação”, não foi divulgado e terá validade de 180 dias.

Os serviços, concentrados na instalação de estacas de sustentação, se deram nesta quinta em um dia de trânsito difícil. Pela manhã, a cidade teve índices de lentidão acima da média, chegando a 152 km de filas às 9 horas, quando a média máxima é de 125 km. À tarde, às 18 horas, chegou a 111 km, mesmo índice da média máxima do horário.

Em Osasco, surge vão em estrutura

Um “descolamento da cinta elástica na junta de dilatação” do viaduto Maria Campos, em Osasco, na Grande São Paulo, provocou o surgimento de um vão de cerca de 15 centímetros e trouxe preocupação aos moradores. É possível, do viaduto, ver a pista que passa por baixo da estrutura.

Um “descolamento da cinta elástica na junta de dilatação” do viaduto Maria Campos, em Osasco, na Grande São Paulo, provocou o surgimento de um vão de cerca de 15 centímetros.

A prefeitura de Osasco, por meio de nota, informou que abriu processo para contratar uma empresa para fazer os reparos. “Importante ressaltar que a falta do material emborrachado na junta de dilatação não compromete a estrutura do viaduto”, que não será fechado para o trânsito